Medo do tratamento de canal? Desmistifique!

23 de setembro de 2019

O tratamento de canal é um dos procedimentos odontológicos mais temidos pelos pacientes. No entanto, não há mais motivos para temê-lo. Hoje em dia, temos novas tecnologias que se refletem num tratamento mais tranquilo e confortável. Entenda como ele é realizado.

O que significa canal?

O tratamento de canal se refere à limpeza e desinfecção do espaço interno do dente, que se estende por canais internos, denominados canais radiculares.

O dente possui, basicamente, três estruturas:

1 – Esmalte: camada externa, um tecido mineralizado que concede a cor ao dente.

2 – Dentina: um tecido calcificado, localizado abaixo do esmalte.

3 – Polpa: parte inervada e repleta de vasos sanguíneos.

Quando a polpa sofre lesão e não consegue se recuperar, ela necrosa. Fraturas dentais e cáries profundas são as causas mais comuns. Se não tratado, pode-se formar um abscesso ósseo na ponta da raiz do dente que gera desconforto e risco de perda dental.

Como é realizado o tratamento?

Antes de qualquer intervenção do dentista, ele deverá pedir um raio-x, para melhor examinar o seu dente. O tratamento é realizado com a aplicação de uma anestesia local no dente a ser tratado. A instrumentação pode ser manual ou automatizada. Realiza-se uma pulpectomia, que é a remoção completa do tecido comprometido. Procede-se com uma desinfecção do interior do dente e lavagem com substâncias específicas. Por fim é realizado um selamento com material obturador que evitará possíveis infecções.

Dicas para ter sucesso no seu tratamento:

1 – Busque um profissional experiente e preparado, no qual você confia.

2 – Pesquise sobre o tratamento.

3 – Converse com o seu dentista sobre as suas dúvidas e medos.

4 – Faça consultas periódicas com o seu dentista.

5 – Busque um local que tem os equipamentos específicos que trazem mais qualidade e tornam o seu tratamento mais rápido e confortável, como os instrumentos rotatórios e localizadores apicais.

O tratamento endodôntico (canal), mesmo com todas as desmitificações dos últimos anos, ainda é adiado por alguns pacientes, o que infelizmente compromete muito o dente afetado. Então, não deixe para depois.

Na A&D Odontologia, você pode realizar o tratamento de canal com o máximo conforto possível. Além disso, nossa equipe faz um programa de prevenção para a detecção precoce de cáries e doença periodontal.

Quais as novidades da odontologia moderna?

23 de setembro de 2019

Tratamentos mais seguros, previsíveis, rápidos e bastante confortáveis já são possíveis com a tecnologia aplicada aos tratamentos. Conheça quais são os tratamentos mais modernos que a odontologia pode oferecer para que você tenha um sorriso bonito e saudável.

Quais as novidades da odontologia moderna?

Softwares, câmeras, scanners, radiografias digitais e impressoras 3D são novas tecnologias que fazem toda a diferença no seu tratamento. Conheça cada uma delas:

1 – Escaneamento intraoral

O scanner é um recurso que capta as imagens da cavidade oral. Por meio de softwares especializados, torna-se possível transformar as capturas em imagens 3D que podem ser utilizadas para o planejamento de diversos tratamentos. O escaneamento da boca pode substituir as moldagens, que são consideradas um procedimento incômodo para alguns pacientes.

2 – Cirurgia guiada

Os implantes dentários são considerados a forma mais moderna de reabilitação oral quando há perda dos dentes. Hoje em dia, há duas formas de realização da instalação dos implantes: a técnica convencional e a técnica de cirurgia guiada. Na primeira são necessárias incisões para que os implantes sejam instalados; já na segunda, graças à tecnologia, não existe essa necessidade, uma vez que há o planejamento prévio de onde os implantes serão colocados. A instalação é feita com o auxílio de um guia. Nesses casos, a cirurgia é mais rápida e a recuperação se dá de forma mais confortável e em menos tempo.

3 – Lentes de contato dental

As lentes de contato são finíssimas estruturas em porcelana, instaladas na parte da frente dos dentes. Elas são usadas para mudar a anatomia dos dentes, trazendo mais harmonia para o sorriso. Como são muito finas, é necessário pouquíssimo desgaste dental para que possam se encaixar sem gerar sobrecontorno, o que antes do uso das porcelanas ultramodernas era impensável.

4 – Impressão 3D

Algumas próteses, alinhadores ortodônticos e modelos que representam a cópia da boca do paciente são alguns dos inúmeros exemplos do que a impressora 3D pode produzir na odontologia. Com a introdução de novos materiais, será possível no futuro introduzir essa tecnologia em muitos outros tratamentos.

A antiga imagem que os consultórios odontológicos transmitiam por conta dos tratamentos demorados, pouco estéticos e desconfortáveis está mudando. Dia após dia, os consultórios estão mais modernos e equipados. Na A&D Odontologia, você conta com o melhor da tecnologia aliado a uma equipe altamente qualificada para que seu sorriso receba o melhor que a odontologia pode oferecer.

Fonte:

https://blog.unifoa.edu.br/a-importancia-da-tecnologia-para-o-desenvolvimento-da-odontologia/

https://blog.crool.com.br/tecnologia-odontologia/

Conheça os mitos e as verdades sobre o clareamento dental

23 de setembro de 2019

O clareamento dental é um recurso excepcional para a estética do sorriso, por meio da remoção química das pigmentações sobre os dentes, deixando-os temporariamente mais claros, uma possibilidade de renovação do sorriso. Não é à toa que é tão procurado pelas celebridades e personalidades. Descubra o que são mitos e o que são verdades sobre o tratamento.

1 – Clareamento dental aumenta a sensibilidade dentária? VERDADE

O paciente pode ou não apresentar sensibilidade durante o tratamento. Uma vez terminado o tratamento, a sensibilidade vai diminuindo até desaparecer. O profissional pode ainda ajustar a concentração ou tempo de aplicação do gel para que o paciente tenha mais conforto nesse período.

2 – Clareamento com água oxigenada funciona? MITO

É preciso cuidado com certas reportagens e publicações no meio digital que afirmam sobre a possibilidade de realização do clareamento dental sem orientação profissional, usando apenas água oxigenada comprada em farmácia. A solução química para o tratamento contém o peróxido de hidrogênio, que é a mesma coisa que água oxigenada, porém não é o único constituinte. O agende clareador tem em sua formulação outros elementos, além de ser altamente concentrada e se apresentar em forma de gel, o que impede o escoamento.

3 – Receitas caseiras são eficazes no clareamento? MITO

Bicarbonato de sódio, limão, carvão ativado, água oxigenada, casca de laranja, sal, entre outros, não clareiam a superfície dental. Alguns deles podem ser abrasivos, porém não têm o efeito clareador.

4 – Posso usar apenas o creme dental branqueador? MITO

Cremes dentais “branqueadores” não possuem agentes clareadores. São cosméticos, ou seja, removem apenas pigmentos externos e dão a impressão de dentes mais brancos. No entanto, somente um clareamento dental feito sob orientação do dentista pode oferecer um excelente resultado. 

São muitos os mitos publicados e divulgados, sem bases científicas, sobre o clareamento dental. Então, manter-se  informado é fundamental. Evite os enganos, marque uma conversa com os nossos especialistas.

FONTE:

https://www.minhavida.com.br/saude/materias/33745-7-mitos-e-verdades-sobre-clareamento-dental-que-voce-precisa-saber

https://minhasaude.proteste.org.br/fato-ou-fake-no-clareamento-dental/

Laser na Odontologia: Como esta tecnologia pode ajudar no seu tratamento odontológico?  

23 de setembro de 2019

A aplicação do laser na Odontologia vem se tornando frequente, uma vez que este método, dia após dia, se mostra altamente eficaz em procedimentos estéticos, terapêuticos e cirúrgicos. Entenda como esta tecnologia pode trazer mais conforto para os tratamentos e recuperação mais rápida.

Laser na Odontologia

O laser tem inúmeras aplicações em diversas áreas: indústria, pesquisas laboratoriais, comunicação e saúde. O laser, acrônimo para Light amplification by stimulated emission of radiation – luz amplificada pela emissão estimulada de radiação -, possui diversas aplicações na Odontologia devido aos seus efeitos:

1 – Analgésicos;

2 – Anti-inflamatórios;

3 – Biomodulador das funções dos tecidos.

Essas diversas aplicações se dão pela ação seletiva do laser em diferentes tecidos, com os respectivos comprimentos de onda, mudando as suas características e comportamentos, que trazem uma série de benefícios para os pacientes, como mais conforto no pós-operatório, além de uma recuperação mais rápida.

A era do laser:

Era década de 80 quando o laser conquistou o seu espaço na Odontologia. Em um primeiro momento fora do Brasil, não demorou muito para que alguns cirurgiões-dentistas brasileiros entrassem em contato com a tecnologia. No final dos anos 80 e início da década de 90, foram publicadas algumas pesquisas e artigos nacionais sobre o laser de baixa potência. Desde então, a sua aplicação vem sendo usada como coadjuvante em vários tratamentos na odontologia e na área da saúde como um todo.

Fontes: Efeitos da laserterapia de baixa potência na cicatrização de feridas cutâneas – Effects of low-level laser therapy on wound healing – FABIANA DO SOCORRO DA SILVA DIAS ANDRADE et al.